A RAIVA – um pouco do que ela ‘é’!

A RAIVA – um pouco do que ela ‘é’ numa análise integrativa!
Tudo é questão de afinizar.
A ravia surge quando os intrumentos da vontade não estão sendo
corretamente empregados.DO contrario, a energia utilizada na RAIVA vira ação harmonica.
Voce emprega entçao seu quantum energetico pra gerar vida, vontade ‘boa’,
ação que harmoniza,preenche e amplifica.

Tudo na raiva tem forte relação com o comprotamenteo reativo –
a recusa de entender, a recusa em ceder e a consequente obsessao pelo
‘saber’, pelas crenças,pelo comportamento já autimaziado: que ja é
fácil ser capturado como referencia.

A raiva é portanto uma faceta do medo do desconhecido.
Claro é a energia que fica sobrando, com baixo dinamismo,
que vai gerar combustivel à raiva. Mas muitos sentimentos se mesclam em todo comprotamento,
por isso a raiva em certo grau é e pode ser muito util,especialmente quando estamos protelando pareceres importantes
por parte do nosso Eu Maior.

Devemos querer sim que a raiva se torne mais sublime,pra nos dar uma vida mais rica de possibilidades…
Mas tudo é tempo e o movimento temporal da nossa personalidade pode exigir atividades que nos preparem
para entender a nossa necessidade pessoal de vazao energetica; isto é: a autoexpressao de nossa alma…
Meditação,relaxamento,esforço fisico, sao meios bem conhecidos de apaziguar as energias turbulentas que possam se manifestar
em nossa mente-corpo.
Essa práticas podem nos levar longe. São no entanto um preparo para um condição posterior melhor!

Afinal,a própria meditação é na realidade como o TAO: a propria iluminação.
Ou seja, praticar meditação é um preparo para a meditação.
Do mesmo modo a raiva é um passo antes da sua utilização para fins amorosos, e para emprego de nossas qualdiades e talentos.
Raiva é um subproduto, uma sombra, uma embalagem mal descartada, daquele produto real,que reside la dentro de nossa alma,
e que viemos desperdiçando ,ao longo do tempo(quiça das encarnações)…
Sempre há tempo pra entender o que nossa alma quer comunicar, quais os conceitos e atitudes que ela pretende inserir em nossas vidas.
Essa porção superconsciente de nosso ser, na verdade, manda na nossa vida;
Afinal,nao existe personaldiade,eis ai outro subproduto!
Se os fins não justificam os meios,
porque a raiva seria um fim em si que se autojustificaria?

O fruto é usar toda essa potencia de ser de forma a gerar mais e mais iluminção,mais e mais energia.
Aceitando por fim essa espiral – pra nao dizer ”aspiral” – do chamado da alma, que esta sempre se enunciando em coisas novas
para o mais correto uso da energia,daquilo que somos,sentimos e co-criamos.

Se está com raiva,pergunte: RAIVA,pRA QUE TE QUERO?

Assim esse ”pra quê” pode ser redescoberto! A raiva adquire entao a conotação que seu Ser interno deseja,deixa de ser reação (mesmo que isso aconteça aos poucos conforme se repitam ‘eventos raivosos)…

VOce se tornara um instrumento afinado com a VIDA!
Daí então é voce quem dança e toca a musica,e nao ‘ a raiva’!

Existe ainda uma corrente de pensamento na autoajuda que acredita que devemos
expressar a ravia que temos por aquilo que projetamos – nas pessoas!
Isso por incrível,realmente ajuda a dar uma clareda sobre nossas razões: isso porem pode fazer muito mal
se o outro lado da moeda não está preparado,em condições de receber e enteder isso e até dar o devido valor a situação,aproveitando – a
para favorecer a autoimagem e a energia de ambas as partes.
Se não ha preparo e condescendencia: sua raiva pode explodir como que atingindo uma criança em tenra idade!
Voce pode ate considerar que nao – mas olhe de fato pro objeto de sua raiva,ele merece sua imcompreensão?
È provável que não…

Saber controlar aonde usar sua raiva,e por ventura sublima-la pra matizes mais amplas, é um auto de autoamor, que favorece seu bem estar e evolução – de quebra de faz um meio de verdadeira sedução evolutiva aos demais, que observam consceintemente ou não a ampliação de sua energia e a veêm como incetivo!

Em realidade todo esforço de aceitação,ou seja, de não se esforçar na manutenção de artificios, gera um vacuo criativo que possibilita uma cese pessoa e coletiva(* vide as metaanalises que deixam claro isso a nivel coletivo: qunado  praticantes de meditação se reunirão em meditações coletivas e eventos criminosos na cidade cairam drasticamente – no caso da mudança de habitos isso tem ainda mais amplitude,porque palavras e atitudes tem ainda um influencia cultural direta).

Na realidade so esse pensamento subjacente que busca olhar novamente pra intuir uma cadeia de ”porques” que se aprofundam em direção â Fonte, vai favorecento novas correntes neurais e criando uma tendencia ao uso do cerebro humano em relação a parte ligada a atitudes que raramente precisamos na vida atual dessa etapa como seres humanos e nao ‘somente repteis’.
Exitem momento que a raiva é uma reação por pessoas e situações que estão desfavorecendo seu crescimento – elas nao sao as culpadas,mas voce é e esta usando a raiva pra esclarecer aquilo que sentes e necessitas,rompendo laços negativos.
Esse é um processo pessoal e pra ser vivido com coerencia e durabilidade ir´ss precisa com oda certeza de autoconhecimento. Esta aí mais um motivo pra perguntar ‘seus porques”.

Ou seja,a ravia pode ser apenas uma forma de vazão,necessariam em alguns momentos,
mas nao deixa de se um ramo de uma arvore que pode dar Frutos Sublimes.
E quando digo SUBLIMES, que não seja aqui acoimado no costume da negação,dizendo que: ha coisa sublimes mas também ha coisas
menos sublimes ,que sao na verdade diferentes.
Voce pode muito bem ir por essa conotação. Mas queremos aqui uma dneotação clara e sincera,
não ha motvo nesse texto que agora ambienta sua consceincia,para coadunar com meias verdades!

Sejamos sinceros: se ha algo sublime,está em nos. Se ha algo ‘não sublime’,ocorre em nos.
E me diga, quem não quer viver podem dar voos SUBLIMES sejam pro alto ou pros confins da TERRA?
Todos queremporque é bom,é agradavel,é dinamico, é o ”impossivel se realizando em nós”.
Entao se voce diz que naoq uer voar – plane! MAs planar é so uma descida temporaria,onde sem assas,a subida precisa
ser numa bela e extenuante escalada.
Provavelm que em varios pontos dessa ficação criada interamente, seres alados busquem de resgatar da sua necessidade
de separar ”sublime” e ”nao sublime”,que queria te ajudar os passos tornando-os leves e potentes. Novamente
a escolha sera sua … Os ventos veem como incentivo para o voo. Mas existem meios d epermanecer mais um pouco e mais um pouco a ter se sentir pronto
pra adquirir algumas penas e quem sabe eventualmente formar alguma asa(Nao necessariamente sao duas- deixemos de dualismo!Pois existem muuitas dimensões).

NO fim das contas o sublime é aquilo que se resolve.
O ”não sublime” aquilo que ainda precisa de resolução.

Pode estar aí a diferença entre RAIVA e DONS.
Raiva e Atitudes.
Reação e Ação.

Os homens podem sim ter a sensação de ser mais irritados – não é bem assim!
Só o que tem é um metabolismo hormonal mais voltado pra atitudes corporais explosivas.
10x mais testosterona que a mulher na maioria das fases de suas vidas( isso chega a ser apenas 5x,porqeu cada homem tem seus níveis – ou tende a igualar em perídos específicos da vida em relação a ambos os sexos).
Talvez isso indique alguma coisa…
Mas o proposito é nao gerar separação aonde não existe.
Raiva tem diferentes manifestações –  e só(!).
O sexo diferenciado é so questao de hormonios e como esses interagem com a alma e a personalidade daquele corpo.
Esta pos sua vez ao nascer molda o cerebro para caracteristicas mais voltadas pra uns traços ou outros da manifestação humana – sejam esses traços
neurais mais femininos ou masculinos, isso independe do SEXO do bebe: e isso ja é fato científico!
Após o nascimento, esse ensejo criado na fase pré-natal pelo espirito reencarnante, o auxiliara como suporte
para enfrentar seus problemas a partir do incetivo de suas melhrores qualidades.
É questao de tendencia :pra onde eu,como alma,quero e desejo ir…Que direções me dão mais equilibrio e vazão de todo esse bem estar
de minha ILUMINAÇÂO?

SOmos todos iluminados,a proposta é que isso se torne cada dia mais claro …

 

Pra não terminar sem oferecer mais um LINK NEURAL: do mesm modo que o espirito molda seu cerebro de acordo com suas tendencias ,quiça escolhe um ambiente favoravel a isso, se nos mudarmos nosso foco,nossas crenças e nosos habitos,podemos moldar nosso Ser e do mesmo modo que o exemplo supracitado,moldamos tambem nosso cerebro e nossa ‘rede neural’. A meditação por exemplo cria cirucitos cerebrais que revertem a hipertrofia das amigdala cerebrais,gerado pelo stress já cronico, ao mesmo tempo que vai favorecendo cirucitos ligados as areas do cerebro associadas a felicidade,dons/talentos,bem estar e criatividade.

 

 

Estamos agora convencidos que so temos a ganhar com o processo de autoconhecimento?!

 

Uma referencia pessoal: uma muscia que fala das ‘cores-em-ação’ ,onde cada cor é uma tendencia da alma. Fala do conflito evolutivo e do PRESENTE DIVINO à todo aquele que entender a metafora da raiva: no meio do burburinho criativo, a coragem da aceitação transforma atitudes com repetições emILUMINAÇÂO, CORES< MATIZES e VIDA ABUNDANTE!

 

 

 

Saúdo o Deus em VocÊ!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s