O Sentido da Vida 2

Qual é o sentido da vida?

Uma visão filosófica:

Para mim a vida não tem sentido definível.Existir já é um propósito cambiante e sensitivo que não pode de forma completa e extremamente correta ser traduzida em palavras ou conceitos. O básico é que o descobrimento é sempre algo novo e a vida de fato é sempre nova, a cada instante,o que pode divergir disso são somente as informações que guardamos na memória,elas criam a ilusão de que conhecemos e por elas nós nos fechamos no ciclo vicioso do conhecido e do suposto conhecimento. Porque o conhecido é aquilo que aconteceu mas que não existe de fato na realidade,a impressão de igualdade entre este referencial imaginário do pensamento e a realidade material é uma simples ilusão. Até porque ,se analisarmos pelos novos pressupostos quânticos ,a realidade além de depender do sujeito e de sua capacidade de percebe-la, têm existência essencialmente bastante fugida e incapaz de ser considerada pelos nossos sentidos físicos ou pelos nossos pressupostos psicológicos do conhecimento – que são meras representações…

De forma que: para inebriar-se no verdadeiro conhecimento das coisas é necessário que suma À escravidão pelas formas representantes das coisas oriundas de nossos pensamentos cristalizados ao longo dos anos- e então este mundo do conhecimento que nos restringe psicologicamente a tantas ilusões poderá ser usado magistralmente ao obedecer À lógica da utilidade,onde o conhecimento só surge quando de fato for necessário o seu uso.

Muitos ,com isso podem pensar que os pressupostos do uso e desenvolvimento constante do conhecimento,com isso possa ser ludibriado,mas não se trata disso!  Basta observar que,em geral,uma pesquisa científica para ser cabalmente aceita não pode ter nenhum cunho de possibilidades tendenciosas que não poderiam ser absolutamente comprovável;e com isso,saberemos de fato que a ciência também se baseia em verdades relativas,restritas a determinados níveis x ou y da matéria,mas que pelos seus próprios pressupostos atuais,no campo da física,podem ser  absolutamente contestados,apesar de adaptarem-se a determinados níveis de vibração material.

E todo o conhecimento é assim,então,relativo a sua época e ao seu momento,mas além dele há algo que vibra e que pulsa em completa dissonância e compreensão imediata na sua realização: a Própria Vida – este Todo pulsante que não pode ser verdadeiramente explicado nem por palavras nem por pressupostos filosóficos ou científicos(…). Cumpre portanto ,a cada um,inebriar-se por essa energia de vida que só pode ser sentida.

Só que para isso é necessário que o mundo do conhecimento fictício se torne secundário à essa consciência – que é você – e  é quem de fato compreende os fatos por meio da sua percepção intuitiva e sensível.

Difícil é perceber isto,eu o sei;entretanto,basta um esforço de nossa vontade superiormente concentrada para se ver em outro mundo,ao mesmo tempo livre,alheio ao das formas (ao qual estamos acostumados),presente e impressionantemente jovial e atuante neste mundo da matéria..

Porque meus irmãos,a verdadeira natureza da consciência é subetivo-imateiral (ou irrestrita) e,ao mesmo tempo,absoluta(…) Pois o que é absoluto nunca está restrito, e como as formas podem ser separadas do que ‘o que de fato não tem forma’,que é o seu interior,você é algo irrestrito e absoluto.

Apreendam isto: que a matéria é uma pequena parte das sutilizas do corpo que até então,na humanidade,se denominou espírito. Existem ,pois, dois mundos: o das idéias,o Ideal,e o do Espírito,o Real. Explicarei melhor:

O real é compreendido como o total,e só pode ser suficientemente apreendido se lhe for atribuído importância primordial de for ma consciente: pela  atenção,pela observação.

Já o das idéias, é o mundo secundário,que se forma depois daquele.;porém,não é como secundário que ele é tratado,mas sim como algo sempre presente e determinante que supostamente sabe do futuro porque padroniza o passado,tornando o presente um simples mundo abstrato e impossível de perceber – porque de fato ao pensamento é impossível perceber o novo: isto não é feito por ele mas pela percepção,atenção e sensibilidade da consciência que é o atributo da realidade*.

(*) A consciência é o atributo da realidade justamente porque o que existe além dela são meras informações,sem atividade,mortas e ,portanto, sem criatividade inerente.(A criatividade vem do ser ,ou consciência).

O interessante é observar que o mundo das idéias é realmente um mundo Ideal,quero dizer,é um padrão,uma atribuição de perfectibilidade,supostamente adequada à situação. Mal percebe os homens que ele é um adequativo que deveria ser mutante a cada instante,e não durar eras ou séculos. Por que, à consciência irrestrita,ou real(como já disse) não bastam cristalizações do que é,pois ela adapta-se qualitativamente à cada momento como se fosse único,percebendo suas nuances e seus atributos mais essenciais. Pois que tudo o que tem preenchimento da realidade é algo restrito à consciência.Quero dizer: sem a ilusão do ‘’Eu’’ ,da Persona (nada mais que um amontoado de informações inexistentes e passadas) não pode haver separação entre o que é exterior e o que é interior. É desta forma que ‘’eu’’ afirmo que tudo faz parte da virtualidade da consciência.Algo só existe quando está dentro do campo sensível de uma Mônada (um todo-atuante)!

Essas são algumas elucubrações desnecessárias,que podem ser resumidas assim: Inebriem-se pelo Não-Dito,e descobrirão a Qualidade da Existência.Porque a famosa “Busca de Sentido” nada mais é do que a busca de percepção da qualidade da consciência.

Comecem pela chamada meditação,e algum dia  deixarão de confundir o Fim (o Real,a Vida) com os meios(o Conhecimento).Ou como dizia um sábio yogue:’’ Não confundam  a placa’’Banheiro’’ com o próprio local que ela aponta’’.

Esse sábio,devido á sua instituição necessária para que os outros o entendam,diria,para finalizar esta sessão: “NAMASTÊ”!!!!

DOCUMENTÀRIo: SOmos todos um! http://www.youtube.com/watch?v=ZMt80IQ_a90                 (PERFEITo!)

 

Outra resposta,menos categórica:

Mas melhor seria dizer: busque cada um o seu ”quê” de esperanças,e encontrarão o fluir cadenciado de que tanto necessitam.

Saber seu propósito de vida é tão ideal como o próprio viver.

Agora viver sem saber porque e baseando toda a sua busca em relações subjetivo-alegoricas com os objetos das circunstancias materiais é perder o óbolo da vida de si mesmo: que é criar harmonia ao seu próprio redor,através da execução de suas próprias faculdades,estas comparadas ao mundo de relações humanas – que necessita de constantes trocas e interações de aceitação emocionais e psíquicas,que gerem equilíbrio pela neutralidade de cada um quanto à costumeira manipulação que exercemos no alheio ,e que o alheio exerce em nós, para assim criar um mundo de propósitos claros e objetivos (no sentido de não discrepantes em consciência e simbolismo psíquico -mental).Para que,assim,as emoções se controlem por si só,e possam retomar o seu lugar no ideal humano como viés de manipulação energética,ou seja,do próprio autodomínio ´pela manipulação consciente das próprias energias,gerando um equilíbrio inerente que crie mais e mais clareza.

Enfim,pára que haja o progresso mútuo é necessário abolir toda prática exterior,quero dizer,que estabelecem o exterior como referencia circunstancial.

Pois o mundo é em realidade,feito e moldado pelas nossas próprias escolhas,que vão determinar as respostas energéticas que receberemos dessa atitude depositaria (das escolhas).

Porque,o dar e receber não é só algo interpessoal mas interior – onde as energias que empregamos determinaram a qualidade do nosso bem-estar e a compreensão que temos das coisas do mundo físico,estas que nada mais são que simples alegorias para que busquemos aperfeiçoar o nosso quinhão de representação a respeito de nos mesmos.Vale lembrar que esse ”nós mesmos” é a tua percepção das coisas referentes a ti e aos outros.

Por isso,depure-se,apreenda-se em cada instante de significado que a vida vem lhe mostrar. E,sobretudo,apreenda como trabalhar em constante atuação de aprendizado.Usando da depuração,para,por essa exclusão de significados inconscientes,haurir sempre e mais novas forças interiores que lhe indiquem o que fazer,como ser e como expressar esse ser sem cair na ”malha fina” da ‘’obsessividade’’. Este que,como a representação de si,e outro termo que deve ser revistam e constantemente observado. E esta observação se da pelo ”Vigia e Orai”(parafraseando Jesus – só que invertendo a frase): e este é o novo método para a concepção humana – o perceber-se,o moldar-se,o dominar-se.

Pois,até agora temos tido grandes progressos para o sustento da vida humana na terra.Mas a vida ‘‘socio-interior’’(a vida do si,que compreende o núcleo da personalidade e suas circunstancias- aparentemente ”externas”) é tão ou mais importante;pois que a primeira foi uma preparação para esta.

Esse é ,por fim, o viés que podemos e devemos estabelecer com os planos mais altos da existência,onde a interioridade é o guia fiel,e não mais os padrões da cultura e dos costumes(com seus valores e concepções ,em geral infiéis à realidade global-incondicionada).

Pois que a realidade é de fato incondicional,não no sentido de não ter condições: ela tem limitações – algo bem diferente.

A realidade é incondicional porque é regida pela capacidade de agir e de compreender. E aquele que compreende,sempre agira com demasiado afinco para concretizar as propostas do seus reinos internos para este mundo chamado ”Terra” pelos humanos.

A verdade é que,tonos nos,da terra, estamos sendo preparados para algo muito mais superior(e maior) ao que estamos . acostumados.

De forma que a partir de meados de dois mil e doze (2012),começaram a se instaurar nova consciência nos seres terrenos encarnados(porque os demais já estão alinhados),e isso se iniciara com grandes catástrofes naturais que durarão,em massa,até dois mil e 16,onde muitos serão encaminhados para outros mundos mais compatíveis com suas evolução.

Se depurem,portanto,meus amigos e irmãos,pois a graça de Deus é a de nos recompensar pelo esforço praticado em suportar as provas da dimensão terrestre (terceira dimensão) para que os gozos possam,não só depois mas no momento atual se vocês se esforçarem,possam se fazer abundantes nesta terra que,em realidade é só graça e luz perfectível.Sendo esta luz algo tão natural como a experiência dual da terra – que só é ruim aos olhos da ilusão humana do apego a formas cristalizadas de existência,estas que acabam deixando o Si mesmo de lado,e afastando as pessoas de compreenderem a graça que advém dos mundos internos da compreensão superior,que esta alem das formas conceituais: onde a essência pode moldar-se livremente em sua adaptação momentânea, feliz em sua constante mudança.

Pois tudo o que se cristaliza deve um dia mudar,e sempre,sempre para melhor;

Mudem então para melhor e invertam seus padrões de conduta,mantendo,nesse sentido,mais a atuação do hemisfério direito (o ”consciente direito’’  da liberdade,da apreensão de novos padrões) mais ativo do que o esquerdo.Para que os padrões de conduta possam ser mais criativos e para que vocês possam enxergar a vida como de fato ela é – Descubram vocês mesmos!

Enfim,apos esse período de sobreposição do direito que deve crescer pois esta muito atrasado em relação ao esquerdo,que é o da organização e assenhoramento ou fixação do aprendizado já realizado – para que este não se perca e para que a vida possa fluir em mais similitude com o plano de terceira dimensão da terra,que logo passa para a quarta dimensão ,onde estes dois processos(esquerdo e direito)se equilibrarão e se tornaram iguais: um ativo(o direito) e o outro passivo ou frio(o esquerdo).

E então,dessa igualdade regenerativa(a partir dela o homem se depura de suas incompreensões e torvelinhos mesquinhos criados pela obsessividade pelo hemisfério mental – algo natural na fase evolutiva que estamos deixando),brotará o novo ser equilibrado e ,principalmente,unificado.

Essa unificação é  chamada por Matias Stefano de neutralidade,que nada mais é do que a capacidade de analisar as coisas sem (pré)julgamentos mas com uma aceitação inerente a uma tranqüilidade de consciência que esta livre do medo do novo,do futuro(devido ao hemisfério direito bem desenvolvido) e já não cristaliza o passado na tentativa de controlar essa novidade do futuro.Então,assim,ele enxerga a realidade,pois prevalece a calma interior da verdadeira pesquisa ”cientifica”,que é a experiência do aprendizado interior,unindo a essência com o pensamento.O pensamento constituindo o que é apreendido, o passado,e a organização deste, e a essência a própria apreensão do todo-unidade que por mim foi apelidado de futuro,por finalidades educacionais(…)

Assim termina a nossa conversa hoje: com a lição de que o esforço deve ser sempre constante para abranger a real tonalidade da vida- apreendendo-a em totalidade.Mas, para que isto ocorra ,é necessário que escutemos um pouco o nosso interior,num exercício constante de depuração dos valores internos

Parece até demasiado difícil,mas esta é a proposta da vida.

Apenas estou dando um empurrãozinho que deve ser usado em positividade e em ação.Ou seja: não se contentem com a língua morta a que venho vos transmitir mas se liguem aos conhecimentos interiores que vocês podem haurir pela superexcitação das energias próprias,devido ao esforço consciente e constante.

Aparenta ser mais difícil mas desta forma é muito mais fácil.Do contrário,as causas da vida lhe virão com muito mais abatimento e com muito mais força,para abalar-te o teu interior ,que ate então estava de soslaio (quanto ao exercício consciente e compreensivo da vida),e assim faze-lo mudar à marra.

Aproveitem o conhecimento mas não esqueçam de pratica-lo e saber que ele vem carregado de tentativas de ativar as recônditas recordações anteriores de passados longínquos ,quando a alma repousava inconsciente,nos mundos superiores.

Apreendam então,a terceira dimensão para que possamos ir para a quarta.

E,diferente destas minhas palavras frias ,possam vocês sentir a emoção desse equilíbrio interior que gera a autonomia,que muitos compreendem como o amor ágape (espiritual),o sentimento por excelência.Ele é a compreensão que tudo vê,tudo sente e tudo abarca em sua essência.

Esse amor é a ciência de viver na terra ancorado nos mundos superiores,como antenas vivas para o progresso da criação. Pois,diferente do que muitos de vocês pensam,ser uma antena viva desse tipo,não é nada fácil,apesar de bastante gratificante.Porque se progredirdes na luz,é porque tem mais capacidade agora de ajudar a ascender a sombra dos demais companheiros da pátria espiritual terrena.

E,se lograres,saiba que não estas muito acima de nenhum de seus companheiros – por que a noção de superioridade e inferioridade é algo apenas relativo aos conceitos terrestres de algumas almas,tanto no astral como no plano encarnado.Mas que em dimensões superiores compreende-se tudo como um só organismo a se autoentreter e autocambiar.

Estas dimensões querem passar a mensagem de que neste processo não importam as distinções que fazemos uns dos outros,mas a nossa capacidade de compreender tudo o que é vivo pela sua utilidade na experiência deste Todo,que é chamado ”Deus”,e está a aprender e se desenvolver por meio das suas pequeninas parcelas consciências que somos nós!

Aprendam esse mistério e conhecerão a Vida- que Jesus no disse.

Porque a vida eterna,ou seja a eternidade consciente,é para aquele que transcendeu o mundo das relatividades,dos comodismos e da estagnação espiritual do instinto material de conservação e ou de manipulação.

Jesus o sabia.Apreendam vocês também as suas palavras de forma clara e precisa: induzidos por esse senso interno que indica ,as vezes reconditamente,quando cais em disparidades obsessivas do hemisfério esquerdo de então,para quando apreendes mais dos direito,gerando equilíbrio e acessão!

Deus Vos abençoe nesta Jornada!

Digam: ”Amem”.

Ditado pelos espíritos Lucius e Esmeralda (ou Janetti)!

 

 

SENTIDOS PLENIFICaDOS, MILAGRES ACEONTECEM:

1 –   http://dharmalog.com/2012/01/23/lahiri-mahasaya-perdemos-nossa-reverencia-a-natureza-queremos-apenas-forca-la-a-nos-servir/

 

2 –   http://www.youtube.com/watch?v=L8_uZd9XDbQ

 

 

Tlavez isso explica a posterior e não postergadora CONSCIENCIA COSMICA: http://www.youtube.com/watch?v=VxPJx767hqo

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s